Avaliação da qualidade fisiológica de sementes de cultivares de trigo de diferentes partes da espiga
PDF

Palavras-chave

Espiga
Plântulas
Qualidade
Sementes

Resumo

O bom estabelecimento de uma lavoura de trigo e o desempenho inicial das plantas são de extrema importância para elevação dos índices de produtividade da cultura. Neste sentido, a qualidade fisiológica das sementes é de extrema importância para a implantação de lavouras com maior crescimento inicial de plantas, desempenho e uniformidade das plantas e produtividade de grãos. Assim, pensando em melhorar a qualidade de sementes disponíveis para utilização no mercado local, o objetivo no trabalho foi avaliar a qualidade de sementes de diferentes cultivar de trigo da parte superior e inferior da espiga. Foram utilizados 12 cultivares de trigo produzidas na safra 2018, onde após a maturação fisiológica foram colhidas e tiveram a espiga dividida em parte superior e inferior, sendo debulhadas e após submetidas aos testes de germinação, peso de mil grãos, comprimento de plântulas e massa de plântulas. Os resultados indicam que a parte inferior das espigas apresenta maior peso de mil sementes e maior massa seca de plântulas, já as sementes da parte superior da espiga tiveram um maior teor de germinação. Portanto, existe diferença na qualidade de sementes de diferentes partes da espiga, porém novos trabalhos precisam ser realizados e também métodos de colheita desenvolvidos com essa finalidade.  
https://doi.org/10.26669/2448-4091.2021.331
PDF

Referências

Abati, J.; Brzezinski, C.R.; Foloni, J.S.S.; Zucareli, C.; Bassoi, M.C.; Henning, F.A. Seedling emergence and yield performance of wheat cultivars depending on seed vigor and sowing density. Journal of Seed Science, v. 39, n. 1, p. 66-74, 2017.
Adebisi, M.A.; Kehinde, T.O.; Salau, A.W.; Okesola, L.A.; Porbeni, J.B.O.; Esuruoso, A.O.; Oyekale, K.O. Influence of different seed size fractions on seed germination, seedling emergence and seed yield characters in tropical soybean (Glycine max L. Merrill). International Journal of Agricultural Research, v.8, n.1, p.26-33, 2013.
Alves, E.U.; Bruno, R.L.A.; Oliveira, A.P.; Alves, A.U.; Paula, R.C. Influência do tamanho e da procedência de sementes de Mimosa caesalpiniifolia Benth. sobre a germinação e vigor. Revista Árvore, v. 29, n.6, p.877-885, 2005.
Ambika, S.; Manonmani, V.; Somasundar, G. Review on effect of seed size on seedling vigour and seed yield. Research Journal of Seed Science, v.7, n.2, p.31-38, 2014.
Bisognin, M.B.; Kulczynski, S.M.; Ferrari, M.; Gaviraghi, R.; Pelegrin, A.J.; Souza, V.Q. Desempenho fisiológico de sementes olerícolas em diferentes tempos de hidrocondicionamento. Revista de ciências Agrárias,v. 39, n. 3, p. 349-359, 2016.
Brasil. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Regras para análise de sementes. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Secretaria de Defesa Agropecuária. Brasília, DF: Mapa/ACS, 2009. 398p.
Cantarelli, L.D.; Schuch, L.O.B.; Tavares, L.C.; Rufino, C.A. Variabilidade de plantas de soja originadas de sementes de diferentes níveis de qualidade fisiológica. Acta Agronómica, v. 64, n. 3, p. 234-238, 2015
Carvalho, N.M.; Nakagawa, J. Sementes: ciência, tecnologia e produção. 4 ed., Jaboticabal, FCA/FUEP, 2000, 588 p.
FAO. 2018. Food and Agriculture Organization of the United Nations. Food Outlook: biannual report on global food markets. Roma: FAO. 169p.
França-Neto, J.B.; Krzyzanowski, F.C.; Henning, A.A. Plantas de alto desempenho e a produtividade da soja. Seed News, Pelotas, Pelotas, v.16, n.6, p.8-11, nov./dez. 2012.
Guarienti, E.M. Qualidade industrial de trigo. Passo Fundo: Embrapa-CNPT, 1996. 36p. Documentos, 27.
Gutkoski, L.C.; Silveira, L. Avaliação reológica de cultivares de trigo para a produção de biscoitos. In: Reunião Nacional de Pesquisa de Trigo, 18., 1999, Passo Fundo. Anais... Passo Fundo: Embrapa Trigo. v.2, p.386-390, 1999.
Kolchinski, E.M.; Schuch, L.O.B.; Peske, S.T. Crescimento inicial de soja em função do vigor de sementes. Revista Brasileira de Agrociência, v. 12, n. 2, p. 163-166, 2006.
Lima, C.T.; Medina, F.P.; Fanan, S. Avaliação do vigor de sementes de trigo pelo teste de envelhecimento acelerado. Revista Brasileira de Sementes, Pelotas: UFPeL, v. 28, n. 1, 2006.
Nakagawa, J. Testes de vigor baseados no desempenho das plântulas. In: Krzyzanoski, F.C.; Vieira, R.D.; França Neto, J.B. (Ed.). Vigor de sementes: conceitos e testes. Londrina: ABRATES, 1999. p. 2.1-2.24
Popinigis, F. Fisiologia da semente. 2. ed. Brasília: AGIPLAN, 1985. 289p.
Sadeghi, H.; Khazaei, F.; Sheidaei, S.; Yari, L. Effect of seed size on seed germination behavior of safflower (Carthamus tinctorius L.). Journal of Agricultural and Biological Science, v.6, n.4. p.5-8, 2011.
Schuch, L.O.; Kolchinski, E.M.; Finatto, J.A. Qualidade fisiológica da semente e desempenho de plantas isoladas em soja. Revista Brasileira de Sementes, v.31, n.1, p.144-149. 2009.
Yano, G.T.; Takahashi, H.W.; Watanabe, T.S. Avaliação de fontes de nitrogênio e épocas de aplicação em cobertura para o cultivo do trigo. Semina: Ciências Agrárias v. 26, n. 2, p. 141-148, 2005.
Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2021 Felipe Leandro Felipim Ferrazza, Alex Udich, Gabriel Toledo Borges , Douglas Tiago Kanieski Jacoboski, Maico Mantovani Tolfo, Ricardo Tadeu Paraginski

Downloads

Não há dados estatísticos.