Ouvidoria e Serviço de Informação ao Cidadão como instrumentos de transparência institucional

Resumo

Com a redemocratização do Brasil, emergiram uma série de leis para garantir o acesso dos cidadãos às informações públicas, de modo a solidificar a cidadania e a transparência da gestão pública. A presente pesquisa procura compreender a contribuição dos canais de comunicação pública, Ouvidoria e Serviço de Informação ao Cidadão (SIC), para a transparência institucional do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar), de acordo com percepção de seus gestores. Para atingir os objetivos propostos, realizou-se uma pesquisa de caráter descritivo com a utilização da metodologia qualitativa. A coleta dos dados deu-se pela pesquisa documental e por entrevistas semiestruturas, aplicadas aos gestores. Os principais resultados da pesquisa revelam o prezo da instituição por uma cultura de acesso às informações públicas, reconhecendo e valorizando os dois canais de comunicação pública como ferramentas de gestão e como instrumentos para a consolidação da transparência institucional.
https://doi.org/10.26669/2448-4091246
PDF

Referências

ANGÉLICO, F. Lei de Acesso à Informação Pública e seus possíveis desdobramentos à accountability democrática no Brasil. 2012. 132 f. Dissertação (Mestrado em Administração Pública e Governo) – Escola de Administração de Empresas, São Paulo, FGV, 2012. Disponível em http://bibliotecadigital.fgv.br /dspace /handle/ 10438/ 9905 Acesso em: 20 out.2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo (L. de A. Rego & A. Pinheiro, Trads.). Lisboa: Edições 70, 2006. (Obra original publicada em 1977).

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 05 de outubro de 1988. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ constituicao/ constituicaocompilado.htm Multiplos acessos 2017, 2018.

______. Lei nº 12.527/2011, de 18 de novembro de 2011. Regula o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição Federal; altera a Lei no 8.112, de 11 de dezembro de 1990; revoga a Lei no 11.111, de 5 de maio de 2005, e dispositivos da Lei no 8.159, de 8 de janeiro de 1991; e dá outras providências. Disponível em https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/ato2011-2014/2011/ lei/ 12527. htm Múltiplos acessos, 2017, 2018.

______. Decreto Nº 7724, de 16 de maio de 2012. Regulamenta a Lei Nº 12527, de 18 de novembro de 2011, que dispõe sobre o acesso a informações previsto no inciso XXXIII do caput do art. 5o, no inciso II do § 3o do art. 37 e no § 2o do art. 216 da Constituição. Disponível em http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/Ato2011-2014/ Decreto/D7724.htm Múltiplos acessos, 2017, 2018.

______. Controladoria-Geral da União. Cartilha de Acesso à Informação Pública no Poder Executivo Federal Brasileiro, 2011. Disponível em http://www.acessoainformacao.gov.br/central-de-conteudo/publicacoes/arquivos /cartilhaacessoainformacao.pdf Acesso em: 05 fev.2018.

______. Controladoria-Geral da União. Manual de Ouvidoria Pública: rumo ao sistema participativo. Edição revisada e ampliada da coleção OGU. Brasília, 2015. Disponível em http://www.cgu.gov.br/Publicacoes/ouvidoria/imagens/ manual-de-Ouvidoria-publica.png/view Acesso em: 20 nov.2017.

______. Controladoria-Geral da União. Ouvidoria-Geral da União. Instrução Normativa Nº 1 da Ouvidoria-Geral da União da Controladoria-Geral da União, de 05 de Novembro de 2014. Disponível em http://www.cgu.gov.br/ sobre/ legislacao/ arquivos/instrucoesnormativas/in-ogu-01-2014.pdf Acesso em: 20 fev.2018.

______. Controladoria-Geral da União. Aplicação da Lei de Acesso à Informação na Admistração Pública Federal. 2.ed., 2016. Edição revisada e ampliada. Disponível em http://www.acessoainformacao.gov.br/central-deconteudo/ publicações /arquivos/aplicacao_lai_2edicao.pdf Acesso em 10: jun. 2018.

ESCOLA NACIONAL DE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA (ENAP). Curso Gestão em Ouvidoria. Módulo 1. Escola Nacional de Administração Pública. Brasília, 2017.

IF FARROUPILHA. Ouvidoria. Relatório Anual de Atividades, 2016. Disponível em https://IFFarroupilha.edu.br/ouvidoria-iff/relat%C3%B3rios Múltiplos acessos, 2017, 2018.

______. Ouvidoria. Relatório Anual de Atividades, 2017. Disponível em https://IF Farroupilha.edu.br/ouvidoria-iff/ relat%C3%B3rios Múltiplos acessos, 2017, 2018.

LYRA, R. P. (Org.). Ouvidor: o defensor dos direitos na administração pública brasileira. In: R. P. Lyra. Autônomas x obedientes: a ouvidoria pública em debate. Paraíba: Editora Universitária da UFPB, pp.119-146, 2004.

MATIAS-PEREIRA, J. Manual de Gestão Pública contemporânea. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2016.

NEVES, O. Evolução das Políticas de Governo Aberto no Brasil. In: VI Congresso CONSAD, 16-18 abr, Brasília, 2013. Anais, CONSAD. Disponível em http://banco.consad.org.br/ bitstream/123456789/ 943/1/ C6_TP_EVOLU%C3% 87% C3%83O% 20DAS% 20POL%C3%8DTICAS%20DE%20GOVERNO.pdf Acesso em: 03 ago.2018.

OLIVEIRA, João Elias. Ouvidoria pública brasileira: a evolução de um modelo único. In VISMONA, Edson (Org.). A Ouvidoria brasileira: dez anos da Associação Brasileira de Ouvidores/Ombudsman. São Paulo: Imprensa Oficial, 2005. pp. 45-55.

PLATT NETO, O. A. et al. Publicidade e transparência das contas públicas: obrigatoriedade e abrangência desses princípios na administração pública brasileira. Contabilidade Vista & Revista, Belo Horizonte, v.18, n.1, p.75-94, jan/mar 2007. Disponível em https://revistas.face.ufmg.br/ index.php /contabilidade vistae revista/article/view/320 Acesso em: 10 jan. 2018.

RODRIGUES, G. M. Indicadores de “transparência ativa” em instituições públicas: análise dos portais de universidades públicas federais. Liinc em Revista, v. 9, n. 2., 2013. Disponível em http://revista.ibict.br/liinc/article/view/3474 Acesso em: 18 abr. 2018.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2020 Revista de Ciência e Inovação