Suplementos alimentares: obtenção por bioprocessos

Resumo

A população em geral vem mudando seus hábitos alimentares, e em decorrência desta mudança, a busca por alimentos fortificados ou suplementos alimentares tem aumentado. A produção desses alimentos, em sua grande maioria, tem custos elevados, sendo necessária à avaliação dos processos e a busca por alternativas que gerem produtos de alto valor agregado, com baixo custo e baixa produção de resíduos. O presente artigo propôs uma revisão da literatura trazendo exemplos de bioprocessos na produção de suplementos como aminoácidos, Spirulina, extrato de leveduras, vitaminas e suplementos proteicos, ampliando os conhecimentos e buscando atualizações sobre este tema, trazendo as principais vantagens econômicas, o interesse científico e os benefícios da bioprodução dos suplementos alimentares. Verificou-se a possibilidade de utilização de alguns resíduos da indústria de alimentos na bioprodução de suplementos alimentares e, além disso, permitiu-se ampliar o conhecimento sobre a funcionalidade e atuação dos suplementos no organismo dos consumidores.Palavras-chave: Biotecnologia. Alimentos. Suplementos. Subprodutos.
PDF

Referências

ABE-MATSUMOTO, L. T.; SAMPAIO, G. R.; BASTOS, D. H. M. Suplementos vitamínicos e/ou minerais: regulamentação, consumo e implicações à saúde. Cadernos de Saúde Pública, v. 31, p. 1371-1380, 2015.

ALBUQUERQUE, P. M. Estudo da produção de proteína microbiana a partir do bagaço de maçã. Florianópolis: UFSC, 2003. Tese de Doutorado. Departamento de Engenharia Química e Engenharia de Alimentos, Universidade Federal de Santa Catarina. Disponível em: <https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/85208>. Acesso em: 2 dez. 2018.

AMBROSI, M. A. et al. Propriedades de saúde de Spirulina spp. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, v. 29, n. 2, p. 109-117, 2008.

ANDRADE, M. da R.; COSTA, J. A. V. Culture of microalga Spirulina platensis in alternative sources of nutrients. Ciência e Agrotecnologia. Lavras v. 32, n. 5, p. 1551-1556, set./out., 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-70542008000500029&script=sci_arttext&tlng=es>. Acesso em: 6 dez. 2018.

ANVISA. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Gerência Geral de Alimentos (GGALI). Suplementos Alimentares: Documento de Base para Discussão Regulatória. 03 jun. de 2017. Disponível em: < http://portal.anvisa.gov.br/documents/3845226/0/Documento+Base.pdf/8a931dd3-6de7-4bd7-8546-23e91f73f331 >. Acesso em: 4 dez. 2018.

BICAS, J. L. et al. Biotechnological production of bioflavors and functional sugars. Food Science and Technology, v. 30, n. 1, p. 07-18, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0101-20612010000100002&script=sci_arttext>. Acesso em: 22 dez. 2018.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria n. 32 de 13 de janeiro de 1998. Agência Nacional de Vigilância Sanitária aprova o regulamento técnico para fixação de identidade e qualidade de suplementos vitamínicos e ou de minerais. Diário Oficial da União. 1998; 15 janeiro.

BRASIL. Resolução nº 16, de 30 de abril de 1999: Regulamento técnico de procedimentos para registro de alimentos e ou novos ingredientes. Agência Nacional de Vigilância Sanitária, p. 6-8, 1999.

CARVALHO, W. et al. Aditivos alimentares produzidos por via fermentativa parte I: ácidos orgânicos. Revista Analytica, v. 18, p. 70-76, 2005.

CHAUD, L. C. S.; ARRUDA, P. V.; FELIPE, M. das G. de A. Potencial do farelo de arroz para utilização em bioprocessos. Nucleus. Ituverava, v. 6, n. 2, p. 33-46, out. 2009. Disponível em: < http://www.nucleus.feituverava.com.br/index.php/nucleus/article/view/268>. Acesso em: 2 dez. 2018.

COELHO, C. de F. et al. Aplicações clínicas da suplementação de L-carnitina. Revista de Nutrição. Campinas, v.18, n. 5, p. 651-659, Set/Out, 2005. Disponível em: <https://repositorio.unesp.br/bitstream/handle/11449/14099/S1415-52732005000500008.pdf?sequence=1&isAllowed=y>. Acesso em: 11 dez. 2018.

COSTA, N. M. B. Biotecnologia aplicada ao valor nutricional dos alimentos. Biotecnologia Ciência e Desenvolvimento, n. 32, p. 47-54, 2004¹.

COSTA, L. F. Leveduras na Nutrição Animal. Revista Eletrônica Nutritime, v.1, n°1, p.01-06, jul/ago. 2004².

DE OLIVEIRA, M. S. R.; DE LIMA FRANZEN, F.; TERRA, N. N. Utilização de enzimas proteolíticas para produção de hidrolisados proteicos a partir de carcaças de frango desossadas manualmente. Brazilian Journal of Food Technology, v. 18, n. 3, p. 199, 2015.

DE SOUSA, R. de C. P. et al. Tecnologia de bioprocesso para produção de alimentos funcionais. Revista Agro@mbiente [online], v. 7, n. 3, p. 366-372, 2013. Disponível em: <https://revista.ufrr.br/agroambiente/article/view/1240/1194>. Acesso em: 22 dez. 2018.

EMBRAPA - EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Utilização do farelo de arroz. 2004. Disponível em: <https://www.embrapa.br/busca-de-publicacoes/-/publicacao/957286/a-embrapa-o-arroz-e-voce-juntos-por-um-brasil-melhor-utilizacao-do-farelo-de-arroz>. Acesso em: 22 dez. 2018.

GOMES, R. M. L. Consumo de suplementos alimentares em frequentadores de ginásio na Cidade de Coimbra. 2010. Dissertação de Mestrado. Disponível em: < https://core.ac.uk/download/pdf/144022826.pdf > Acesso em 05 dez. 2018.

GUALANO, B. et al. Efeitos da suplementação de creatina sobre força e hipertrofia muscular: atualizações. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. Niterói, v. 16, n. 3, p. 219-223, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922010000300013>. Acesso em: 11 dez. 2018.

HAMADA, J. S. et al. Preparative separation of valu-added peptides from rice bran proteins by high-performance liquid chromatography. Journal of chromatography A, v. 827, p. 319-327, 1998.

LINHARES, T. C.; LIMA, R. M. Prevalência do uso de suplementos alimentares por praticantes de musculação nas academias de Campos dos Goytacazes/RJ, Brasil. Vértices, v. 8, n. 1, p. 101-122, 2010. Disponível em: <http://www.essentiaeditora.iff.edu.br/index.php/vertices/article/viewFile/1809-2667.20060008/55>. Acesso em: 2 dez. 2018.

MARTINS, V. G.; COSTA, J. A. V.; HERNÁNDEZ, C. P. Hidrolisado protéico de pescado obtido por vias química e enzimática a partir de corvina. Química Nova, vol. 32, n. 1, p. 61-66, 2009. Disponível em: <http://repositorio.furg.br/handle/1/1760>. Acesso em: 2 dez. 2018.

MORAES, F. P.; COLLA, L. M. Alimentos funcionais e nutracêuticos: definições, legislação e benefícios à saúde. Revista eletrônica de farmácia, v. 3, n. 2, p. 109-122, 2006.

MORAES, I. de O., et al. Spirulina platensis: otimização de processos para obtenção de biomassa. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas, vol.33 supl.1 fev. de 2013. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-20612013000500026&lng=en&nrm=iso&tlng=en>. Acesso em: 5 dez. 2018.

OLIVEIRA, R. A. de, et al. Otimização de extração de inulina de raízes de chicória. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, Campina Grande, v.6, n.2, p.131-140, 2004. Disponível em: <http://www.deag.ufcg.edu.br/rbpa/rev62/Art624.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2019.

OLIVEIRA, C. A. et al. Potencial nutricional, funcional e terapêutico da cianobactéria Spirulina platensis. Revista da Associação Brasileira de Nutrição, v. 5, n. 1, p. 52-59, 2013. Disponível em: < https://rasbran.emnuvens.com.br/rasbran/article/view/7/9>. Acesso em: 3 dez. 2018.

PASTORE, G. L. et al. Biotecnologia de Alimentos. Editora Atheneu. v. 12., 2013. 520 p.

REZENDE, A. R. A. Suplementação de creatina no treinamento de musculação e influência no aumento de massa muscular. 2009. Disponível em: <http://www.revistadigitalvidaesaude.hpg.com.br/artv2n1_01.pdf>. Acesso em: 22 dez. 2018.

RÉVILLION, J. P.; BRANDELLI, A.; AYUB, M. A. Z. Produção de extratos de leveduras de uso alimentar a partir do soro de queijo: abordagem de elementos técnicos e mercadológicos relevantes. Ciência e Tecnologia de Alimentos. Campinas, SP. Vol. 20, n. 2 (maio/ago. 2000), p. 246-249, 2000. Disponível em: <https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/19328>. Acesso em: 6 dez. 2018.

SANTIAGO-SANTOS, M. C. et al. Extraction and purification of phycocyanin from Calothrix sp. Process Biochemistry, v. 39, p. 2047-2052, 2004.

SANTOS, D. T. dos et al. Potencialidades e aplicações da fermentação semi-sólida em biotecnologia. Janus, v. 3, n. 4, 2008. Disponível em: <http://www.publicacoes.fatea.br/index.php/janus/article/view/44/47>. Acesso em: 22 dez. 2018.

SILVA, C. E. V. Produção enzimática de frutooligossacarídeos (FOS) por leveduras a partir de melaço de cana-de-açúcar. 2008¹. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. Disponível em: <http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11141/tde-10032009-085546/en.php>. Acesso em: 6 dez. 2018.

SILVA, L. A. Estudo do processo biotecnológico de produção, extração e recuperação do pigmento ficocianina da Spirulina platensis. 2008². Disponível em: <https://www.acervodigital.ufpr.br/bitstream/handle/1884/19583/DissertacaoFinalll.pdf?sequence=1>. Acesso em: 22 dez. 2018.

TONIAL, G. Suplementos alimentares: como a biotecnologia atua na sua produção? [online] 2018. Disponível em: <http://profissaobiotec.com.br/suplementos-alimentares-como-a-biotecnologia-atua-na-sua-producao>. Acesso em 03 dez. 2018

TOULSON, M. I.; GOSTON, J. L. Suplementos nutricionais: histórico, classificação, legislação e uso em ambiente esportivo. Nutrição e Esporte. set/out 2009. Disponível em: <http://www.janainagoston.com/artigos/09__ESPORTE_2a_via.pdf>. Acesso em: 3 dez. 2018.

VERSTRAETE, W. et al. Anaerobic bioprocessing of organic wastes. World J. Microbiol. Biotechn., v. 12, n. 3, p. 221-238, 1996.

VILLAS BÔAS, S. G. Conversão do bagaço de maçã por Candida utilis e Pleurotus ostreatus visando a produção de suplemento para ração animal. Florianópolis: UFSC, 2001. 125f. Dissertação (mestrado). Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia, Centro de Ciências Biológicas, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2001.

VINIEGRA-GONZALEZ, G. Solid state fermentation: definition, characteristics, limitation and monitoring, p. 5-22. In: ROUSSOUS, S. et al. (Eds.) Advances in solid-state fermentation. Dordecht: Kluwer Academic Publishers, 1997.

ZANELLI, J. C. S., et al. Creatina e treinamento resistido: efeito na hidratação e massa corporal magra. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 21, n. 1, p. 27-31, Jan/Fev, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbme/v21n1/1517-8692-rbme-21-01-00027.pdf>. Acesso em: 11 dez. 2018.

ZANIN, T. Suplementos alimentares: O que são, para que servem e como usar. [online] 2018. Disponível em: <https://www.tuasaude.com/suplementos-alimentares>. Acesso em: 3 dez. 2018.